15 de abril de 2016

Sem trinco nem tranca


Velha!
Apesar,
Sem trinco
Nem tranca,
Guardará
Fielmente.

Livro de Honra


Veneráveis!
Assinaturas!
Nomes!
Honrados!
Veneráveis, pois!


Obra Divina



Obra
Divina.
A grandeza
Da alma,
E
Da Criação.

5 de abril de 2016

Convergência Infinita


Linhas convergentes
Tendem para
Um ponto.
Leitor
Tende para
O Infinito.

Camélia de amor



Gosto-te
Flor
Gosto-te
Amor.
Gosto-te!

Alva



Quero-te
Pura.
Quero-te
Bela.
Quero-te.
Quero-te!

Como se fossem lágrimas


Caídas
Apenas
Como
Se fossem pétalas.

14 de dezembro de 2015

Passarito


Continuo
Passarito.
Continuo só!
Melhor apoiado.
Prescrutando
Ventos e marés.

Explosão


Eis
Que o Outono
Explode
Em cor!

Outono


Brinde
Colorido.

Esplendoroso


É
O outono
Esplendoroso!
A
Natura
Brinda-nos

30 de novembro de 2015

Passarito só


Passarito
Apenas
Passarito

Lutando
Contra o mar
Contra o vento.
Tentando
O equilíbrio.


Da
Luta desigual
Virá
O sustento.

Jangada de Pedra


Saramago
Simples.
Sem exclamações
Ou
Interrogações.

Outono


É
A Natura
No
Seu esplendor.
É Deus
Ao
Ar livre.

19 de novembro de 2015

Dizes-me


Olhando-te,
Sei-te!

Daqui alcanço o mundo


Daqui
Alcanço
O mundo.
É
Este rio
Que
Me transporta.
O
Infinito
É
Afinal, tão breve.

Breve Infinito


Há-de
O Infinito
Ser tão breve....

3 de novembro de 2015

Vida


Pedra alguma
Me
Deterá!

Apesar do trono


Real!
Altiva!
Majestosa!
Livre!
Garça.
Afinal.

Mar revolto


Vou-me
De regresso
Planando
Sobre a fúria

26 de outubro de 2015

Carta de amor


Vai pássaro feliz
Levar amor e saudade
A meu amor lá longe.
Vem pássaro feliz
Mitigar-me a dor.
Traz-me novas.
Traz-me um beijo.
Um só que seja.
Vem!

Espera


Espero-te
Amor.
Dóis-me
Na ausência.
Vem.
Não tardes.

Quero dizer ao mundo

Porta alguma,
Amor,
Impedirá
Que nos amemos.
Declarados!
Sôfregos!
Intensos!

13 de outubro de 2015

Amor sofrido


Solta-se
A dor
Na lágrima.
Apenas
Porque te amo.

Como se apenas fosse apenas
E não tudo!


Amor de espera


Apesar
Da longa espera.
Sabes
Que sim.

Amor
Também se faz
De tempo.

12 de outubro de 2015

Nó de amor


Assim
É o amor!

Pedras de amor


É
De amor
Que falam...
Amar,
Só pode ser
Granítico!

7 de outubro de 2015

Linha de amor(es)


É
O nosso amor
Tão forte.
Que,
Nada ou ninguém
Abrirá
O elo
Que
Nos une!

Amor



Amo-te!
Ama-me!
Amemos, pois!
Sem limites!
Amemos, apenas.
Ah! se apenas fosse pouco...
Apenas nos amaríamos,
Como se amar fosse,
Afinal,
A nossa razão!

22 de dezembro de 2014

História colorida

Pedaço colorido
Da cidade.
Recanto
De história.

Fé colorida


A cor
Da (na) Fé.
A devoção
Exposta.
É Natal
Na cidade.

20 de dezembro de 2014

Um pedacinho de céu


Recortes
De
Cor
Pedaço
De céu

Cidade livre


Sob
Um céu cinzento,
Cuidando
A cidade
E as gentes.

Porque os outros...




Como
A cidade.
E
As gentes.

7 de outubro de 2014

Sombras de pedra


Sinais 
De povo.

Obviamente


Outra forma
De
Olhar
O óbvio

Amores


Saiba
O mundo
Que
Te amo.

29 de setembro de 2014

Vénia


Como
Se fora actor.
Como
Se fora um palco.
Como
Se fora gato.

Cor no Parque


Cor
No parque.
A Natura
Esplendorosa.

Cidade


A caminho
Do céu.
É a cidade
Projectada.

Fidelidade


Até
Ao fim.
Por amor,
Apenas.

3 em linha


Pertinho do céu
Observando
O rodopio.
É
A cidade.
Viva!


Asas para a (de) Luz


Permita-se-me
O voo.


31 de agosto de 2014

Janela florida


Em
Tons
De amor.

Carta de amor


Vês?
Escrevi-te!
 

Íntima


Pobre destino
O meu.

Não guardo
Intimidades.
Apenas
Devaneios.

Plano inclinado


Não fora
O sol,
E
Inclinado
Seria
O descanso.

Olhares

Por ora,
Resguardo-me
Dos olhares

Serei janela.
(In)discreta ?

Cabeça perdida


Na longa
Espera.
Perdi-me.
Serena,
Aguardo-te.
É assim
O amor.